sexta-feira, 6 de maio de 2011

DIÁRIO DE UMA BAD GIRL - 1


Sexta-feira, 06 de maio de 2011

Querido Diário Macabro,

Finalmente chegou o dia: a véspera da festa da Selena.
Eu deveria estar pulando de alegria, pendurada no telefone com a Courtney, no MSN com Sally, jogando peças de roupa para o lado, roubando alguns sapatos da minha mãe e outras idiotices do gênero. 
Mas minha única vontade hoje é arrancar a cabeça da garota tosca que até então eu considerava minha melhor amiga: Selena, também conhecida como Sally, minha irmã, minha BEST FRIEND desde a quinta série.
AAAAAHHHH!!!
E pensar que tudo começou por causa de um tal de Jasper. Ah, que droga! Nunca pensei que diria isso, mas porque um cara moreno, alto, forte e bronzeado tinha que pintar na nossa escola?
E foi como começou.
Ele se sentou do meu lado na aula de Biologia, e eu me senti super “UAU!” (se você visse o cara, concordaria comigo!). Tipo, no começo eu achava que era só um cara gato que estava a fim...
Fala sério! Coisas "normais" não acontecem comigo! Mano... Eu sou especialista nisso! Saquei a parada toda logo de cara! Bastou me ligar nos olhos dele, a fala difícil...
Tá bom, eu errei: não fiz nada. O que? Dá um tempo! Eu não estava armada! O que queria que eu fizesse? Não sabia que ele sabia que eu sabia, e que logo iria armar o bote!
Esses fenômenos, essas coisas todas, são bem comuns em Fatalville, mas nunca no colégio! E nunca um tãããão lindo.
Então, o almoço.
Eu estava lá, na boa, na minha, OK? Com meus fones de ouvido, pés na mesa, suco de pêssego pra curtir...
E aí apareceu a minha queridíssima odiadíssima amiga Selena!
- Ei, Stacy! – Disse ela, sentando-se comigo. – Adivinha!
- Bunda de galinha? – Perguntei eu. Tá, foi uma pergunta tosca, mas eu achei engraçada quando vi em um seriado.
Selena revirou os olhos.
- Não, garota! O Jasper vai à minha festa!
- O que? – Grito, deixando a porcaria do suco cair na minha camisa e ainda por cima manchar meu colete de couro favorito. – Mas que borra!
Rá. Pelo menos consegui não falar palavrão.
- Ele chegou em mim hoje na terceira aula! – Disse Selena, piscando um de seus olhos verdes de gata escaldada.
- Não pode fazer isso! – Digo, batendo na mesa. – Não faz ideia do que caras como ele fazem numa festa! Que droga, Sally!
Selena coloca as mãos na cintura, e eu a analiso.
Cara, somos muito diferentes.
Minha amiga tem o cabelo preto azulado, olhos pequenos, e rosto de boneca. A saia xadrez violeta, a camiseta branca e os sapatinhos de tom uva formavam um visual equilibrado, quase “patricinha”.
Agora eu? Rá!
Pra começar, meu apelido era Noiva do Demônio. Achou engraçado? Eu não.
Olhos castanhos e grandes (quase arregalados), cílios longos que pareciam postiços, cabelo loiro ondulado de boneca Barbie, camisa branca, colete de couro, saia jeans escura, botas pretas de cano curto e meias listradas, que chegavam até o joelho.
- Qual é o problema, Stacy?
- Não pode sair com ele, Sally. – Respondo.
- E por que não, Satcy?
- Por que... Bem... Ehr...
 Que eu poderia dizer? Ela é minha BEST, mas tenho alguns segredos que eu não poderia contar nem mesmo pra ela.
Selena arregalou os olhos de repente, levantando-se.
- Aimeudeus! – Ela me olha, espantada. – Não acredito que você também tá a fim dele!
Puxo a garota pra baixo, fazendo-a se sentar. Às vezes Selena fazia um escândalo ou outro, mas hoje eu não estava a fim de chamar atenção.
- Não tô a fim de ninguém coisa nenhuma! – Digo, entre dentes.
- Courtney disse que vocês dois estavam conversando na aula de biologia... Ele te deu um fora, não foi?
- Selena...
- E agora, já que você não conseguiu o cara mais gostoso do pedaço, quer me impedir de sair com ele também!
Os olhos dela faiscavam de raiva. Nós duas nos levantamos.
- É isso, não é Stacy?
Faço que não com a cabeça.
- Pirou? Claro que não! Como eu poderia fazer isso com você?
Ela concorda.
- Seria uma mancada feia. O fim da nossa amizade. E então, se não é isso... Por que não posso sair com o Jasper?
Abro a boca para responder.
Mas fechou-a novamente.
Como explicar a situação para a minha amiga?
Mas Selena interpreta o silêncio de outra forma.
- Foi o que eu pensei. – Diz ela, com lágrimas (de raiva) nos olhos. – Stacy: não quero vê-la nunca mais!
Ela me dá as costas e eu arranco fios de cabelo. Quase posso sentir a fumaça saindo das minhas orelhas.
DROGA!
Amanhã é a festa de Selena.
E eu não sei como impedir minha melhor amiga de virar o lanche da meia-noite de Jasper, um vampiro.


CONTINUA

Um comentário: