segunda-feira, 4 de julho de 2011

DIÁRIO DE UMA BAD GIRL (2ª TEMPORADA) - 4


Segunda - feira, 04 de Julho de 2011

Querido Diário Macabro,
Selena eu demos uma olhada no pessoal da Gang das Feras.
Havia uma garota ruiva sentada no alto de uma árvore folheando uma revista. E digo alto mesmo: estava lá, tranquilamente, a uns dez metros do chão.
Dois lobos enormes, um marrom e outro de pelagem caramelo, rolavam na grama rosnando ameaçadoramente.
- Estão brigando? – Pergunto para Selly.
Ela fez que não com a cabeça.
- Só estão brincando.
Outra garota apareceu e veio até nós. Tinha mechas violetas no cabelo escuro e piercings na boca.
Ela nos encarou.
- Chegaram tarde para o almoço. Os lobos aqui já devoraram tudo. – Ela fez uma pausa. – Oi, Ross.
Olhei para Ross e ele assentiu com a cabeça.
Ergui a sobrancelha, mas não disse nada.
Não é como se eu tivesse ciúmes. De jeito nenhum.
John se adiantou.
- Garotas, essa é a Mia. – Ele abraçou Selly. – Mia, essa é a Selena, e essa é a Stacy, a namorada do Ross.
Fingi que não ouvi a palavra namorada, agindo normalmente.
A tal Mia sorriu para Selly.
- Oi, Selena. John me falou muito de você.
Depois ela se virou para mim, e seu sorriso diminuiu um pouco.
- E Stacy... Acho que Ross disse alguma coisa.
- Acho que sim. – Digo, dando de ombros.
- ...Mas foi André quem me falou bastante de você. – Terminou ela.
Percebo Ross revirar os olhos.
Sorrio. Era legal estar do outro lado da situação.
Os dois lobos que estavam rolando no gramado se transformaram em dois garotos fortes, que deviam ter mais ou menos a nossa idade.
Parecia que John era o mais velho por ali.
Os dois se aproximaram, dando socos falsos e pontapés um no outro.
Percebi John sorrindo.
- Levou uma surra de novo, heim, Drake?
Um dos garotos sacudiu o cabelo castanho e sorriu, exibindo uma covinha do lado esquerdo.
- Só dessa vez. Logan que me aguarde na próxima.
Logan piscou um olho azul e tirou uma folha do cabelo arrepiado.
- Não tenho culpa de ser o mais forte da matilha. – Diz ele, dando de ombros. Depois me encarou. – Hei, você não é a Noiva do Demônio?
Todo mundo fez um silêncio constrangedor.
- Teu rabo! – Digo, mas sorrio. – Na verdade, é Stacy Ricce.
Drake também me encarava
- Ah, tá. Namorada do Ross, né?
Olho para Ross.
- Sou?
Ele sorri.
- É.
Mia me olha com curiosidade.
- Por que Noiva do Demônio? O que você faz de tão estranho nas horas vagas?
- Cuido da minha vida. – Respondo.
Isso a fez ficar mais na dela.
Nesse momento a garota ruiva que estava em cima da árvore pulou para o chão em um salto perfeito, sem se machucar.
Ela também veio até nós.
A reconheci como uma das garotas da minha aula de Espanhol.
- Pérola? – Indaga Selly.
Ela confirma.
- E vocês são Selena e Stacy. – Diz ela, com voz suave. Ela faz uma careta para os outros “lobos” do grupo. – Vocês se lembram de mim por que sou a única que não costuma matar aula.
Logan, Drake e Mia reviram os olhos ao mesmo tempo.
- Essa história de novo! – Exclama Mia.
- O que um lobo como eu faria sentado em uma sala de aula vendo professores babacas dizendo babaquices? – Indaga Drake. - Se os alunos da Escola Secundária de Fatalville não gostam de nós, não iremos incomodar.
Pérola suspirou e olhou para John, como que pedindo ajuda.
Ele apenas abriu os braços em uma postura que queria dizer “O que eu posso fazer?”.
- Já terminei a escola há tempos! – Se defendeu ele.
Fomos convidados a entrar na casa em extrema desordem, mas bastante aconchegante.
Conversamos e zoamos a tarde toda, e eu confesso que me diverti bastante com aquele bando de lobos que não gostam de ir à escola.
***
Hoje Ross e eu nos encontramos na escola.
Sentamos juntos no refeitório, ele com um prato de comida, e eu, com uma garrafa térmica contendo sangue animal.
- Por onde você andou esse tempo em que estivemos separados? – Indaguei. – Não apareceu na escola.
- É, eu cabulei. – Diz ele. – Passei bastante tempo em casa. E às vezes visitava a Gang das Feras.
- Parece que você sofreu bastante a influência lupina. – Comento, com um meio sorriso. – Passou muito tempo com a Mia?
Ele joga um pedaço de alface em mim.
- Tanto tempo quanto você passou com o André-Estúpido.
Rio alto.
- Ele é estúpido mesmo!
- Eu meio que temia que ele tentasse alguma coisa com você enquanto eu estava longe. Sei lá...
- Deixa de ser bobo. Ele não conseguiria nada. Sou boa demais pra ele.
- É boa demais pra mim também?
- Com certeza, cara. – Brinco, tomando um gole de sangue.
- Sua sanguessuga convencida! Como ou apresentar uma garota com esse gênio para a minha tia?
– Você nunca me falou sobre a sua família.
Ele me encara.
- Moro com a minha tia. E meu primo Lucas.
Olho pra ele, tentando decifrar sua expressão.
- E quando vou poder conhecê-los?
- Você já conhece o Lucas. Era ele que te levava minhas cartas.
- Sua tia concordou em deixar você fazer do filho dela um pombo correio para entregar cartas para a sua “namorada” vampira?
Ross dá um pequeno sorriso.
- Ela não sabe. E o moleque foi bem pago para isso. – Ele fez uma pausa de alguns segundos. – E quando você pretende me apresentar aos seus pais?
Tomei um longo gole de sangue de cordeiro antes de responder.
- Não sei... – Hesito. - Na verdade, eles sabem muito pouco sobre você.
Ross concorda.
- Acho – diz ele. – Que ainda não está na hora de envolver a família no nosso “namoro”.
- Porque está fazendo “aspas” com os dedos?
- Foi “você” quem começou.
Ele cortou um pedaço do bife que estava no prato e me ofereceu.
- Vamos, Stacy. Coma um pedacinho.
Recuo.
- Eu não. Já não tenho a mínima vontade de comer a maioria dessas coisas.
- Sanguessuga. – Brinca Ross.
Mostro a língua.
- Não tem graça, seu piolhento.
- Tem sim. – insiste ele. – Você já sugou meu sangue, meu coração, minha alma... Tudo pertence a você.
Sorrio, desviando o olhar.
- Caramba... O que eu fiz para merecer tal declaração?
- Você existe.
***
Na saída da escola, Selly e eu fomos caminhando pra casa.
- Sabe... – Começa ela. – Com esse lance todo dos meus pais não aprovarem meu namoro com o John... Estou pensando seriamente em fugir e morar com ele. Ser parte da Gang das Feras.
Arregalo os olhos.
- Tá brincando, né? Selena, isso é loucura!
Ela bate os pés.
- Eu sei, Stacy. Mas não sei mais o que fazer! Meus pais não compreendem que eu simplesmente amo o John! Jamais encontrarei outro cara que me entenda e complete da mesma forma... A diferença de idade é só um detalhe bobo.
Suspiro.
- Selly... Você não acha que deveria abrir o jogo para os seus pais e contar que é uma Filha da Lua?
Ela para.
- Oh my God! Nem pensar! Stacy, eles vão querer chamar um médico, do jeito que são neuróticos.
- Deveriam chamar um veterinário, isso sim.
- Não tem graça!
Eu ia argumentar, mas André saltou de uma árvore e caiu bem na nossa frente, e eu quase gritei.
- Inferno! – Exclamo. – Quase me matou de susto, desgraçado!
Mas ele não sorriu, nem parecia estar brincando.
- Stacy, Selena: vocês têm que vir comigo, ou uma aluna da escola de vocês não vai escapar!

CONTINUA

Nenhum comentário:

Postar um comentário