quarta-feira, 5 de outubro de 2011

DIÁRIO DE UMA BAD GIRL (3ª TEMPORADA) - 4

Quarta-feira, 07 de Outubro de 2011

Querido Diário Macabro;
Ontem comecei uma nova dieta de sangue animal.
É horrível. Argh!
Antes eu não me importava, mas agora, que me acostumei com os caprichos do sangue humano, é bem difícil engolir aquele vinho fraco e aguado.
Estava indo pra casa com Selena hoje depois da aula, já que Ross disse que tinha que lavar o carro hoje a tarde, quando ela desatou a falar:
- Oh my God! Stacy... Tenho que fazer alguma coisa! Meus pais querem me mandar para um internato do outro lado do país!
- Nossa, por que, garota?
Ela bateu os pés.
- John! Eles não entendem...
- Ah, criatura! – Ralho, revirando os olhos. – Conte a eles! Diga a verdade: Você é uma Filha da Lua! Só assim eles vão ver o quanto é importante pra você estar com John e com a Gang das Feras.
Selly choramingou alguma coisa, mas eu acabei convencendo a Miss Teimosia de que só assim ela escapava de ser presa em um convento.
Depois de deixar minha melhor amiga loba na porta da casa dela, peguei um atalho para a minha, pela rua do hospital.
Foi aí que tive uma ideia que poderia funcionar: e se eu conseguisse algumas bolsas de sangue humano? Apenas uma pequena quantidade, uma por semana bastaria...
Cara, tenho que tirar o chapéu para mim mesma.
Como não tive essa ideia antes?
Cheguei em casa feliz, assobiando meu rock favorito.
Até comecei a tocar guitarra com a perna quando cheguei no andar de cima.
Mas, sabe...
Eu já deveria estar prevendo: toda vez que minha vida está resolvida, e tudo parece estar em seu devido lugar, alguma coisa tem que me acontecer.
Tentei ligar para o meu namorado para tentar descobrir se ele ia precisar de ajuda com o carro, e contar o que eu planejava, claro.
Ninguém atendeu.
Dei de ombros e ia começar a fazer meu trabalho de Economia quando vi um envelope na minha escrivaninha, como os que Ross costumava me enviar na época em que ficamos separados.
Rasguei o envelope, afoita.
Conforme eu lia, minhas mãos começaram a tremer e eu não queria acreditar em meus olhos.

Stacy:
Queria dizer que o tempo que passamos juntos foi especial pra mim. Mais do que especial: eu me apaixonei por você.
Mas, por mais duro que seja admitir, foi apenas isso, uma paixão adolescente.
Sei que vai ficar magoada comigo, mas também sei que vai superar. Você é uma garota forte, eu sempre soube.
Eu estou bastante triste por ter que te dizer isso, mas ao mesmo tempo, aliviado. Sinto muito por acabar assim, tão de repente. Mas foi a melhor forma que encontrei para nem um de nós se chatear mais ainda.
Somos muito diferentes, Stacy.
Tudo isso entre nós não podia ir adiante. Afinal, você é uma vampira e eu sempre serei um caçador. Meu lugar é com a Liga do Escorpião.
Queria me despedir pessoalmente, mas acho que seria ruim pra gente depois de tudo o que vivemos...
E nos últimos tempos, tenho que confessar, você me deixou um pouco assustado. Ver a garota que você beija matando pessoas para beber o sangue... É bem sinistro.
Eu sinto muito.
Talvez essa seja a prova de que o seu lugar é ao lado de outro da sua espécie, que possa compreendê-la melhor...
Sei que você vai ficar muito zangada comigo e dificilmente vai me perdoar um dia.
Mas, mais cedo ou mais tarde, você vai enxergar com clareza o que eu posso ver agora.
Márcia me fez abrir os olhos.
Ficarmos juntos seria uma loucura...
Foi bom o tempo que passamos, de qualquer forma, mas já estava na hora de parar.
E espero de todo o coração que você seja muito feliz.

Um grande abraço,
Ross C.
CONTINUA

3 comentários: