domingo, 8 de janeiro de 2012

DIÁRIO DE UMA BAD GIRL (4ª Temporada) - 1



1. DESTINO: TRANSILVÂNIA

Domingo, 07 de janeiro de 2012

Querido Diário Macabro:

O que você me diria se eu te contasse que estou, nesse exato momento, dentro de um avião, atravessando o mundo tendo a Romênia como destino?
Eu sei. Parece loucura.
O que uma garota que acabou de se formar no colegial vai fazer na Romênia (na Transilvânia, para ser mais exata)?
Bom, levando em consideração que sou uma vampira, e caço outros vampiros com meu namorado e amigos... Diria que tenho muito trabalho pela frente.
E por isso estou tão ansiosa e não consigo dormir.
As luzes da segunda classe estão quase todas apagadas, e os poucos passageiros estão em silêncio, babando em suas poltronas mais ou menos confortáveis.
Ross está desmaiado ao meu lado, e John adormeceu com os fones de ouvido na poltrona da frente. Selena está encolhida, com a cabeça no ombro dele, pálida como uma assombração.
Tadinha.
Eu gosto pakas da Selly, e conheço os pais dela há tempo suficiente para ter uma idéia do quanto eles azucrinaram a garota por causa desse plano louco de fazer as malas e partir para a terra do Conde Drácula. Eles não sabem que ela é uma Filha da Lua e anda ajudando uma liga secreta de caçadores de vampiros.
Cara... Nem eu acreditaria se já não tivesse passado por altos sufocos nesses meus 17 anos de piração.
Enfim, os pais de Selena acham que sua meiga princesinha está sendo influenciada pelo motoqueiro-valentão-muito-velho-pra-ela, ou seja, seu namorado, John Ray.
Meu, olhando para John, é fácil imaginá-lo como um lobisomem selvagem ou algum malandro ordinário. Mas basta meia hora de papo com o cara para ver como ele é gente boa e tem uma cabeça muito certa.
Suspirei e olhei pela janelinha do avião, tentando enxergar alguma coisa no escuro da noite. Pera aí... O que foi isso?
 Dei um pequeno pulo na poltrona, rígida.
Eu tinha visto um morcego voando perto da minha janela?
Que ridículo.
Morcegos não voam tão alto, e qualquer ave que se atreva a chegar perto de um avião é sugado pelas turbinas.
Ótimo, Stacy Ricce. Agora você está começando a alucinar legal nessa história de Drácula.
Culpa de quem? Da Gang das Feras.
Eles me zuaram à beça quando souberam da viagem da Liga para a Transilvânia. Compraram DVDs piratas do Van Helsing e disseram que ele ia aparecer debaixo da minha cama se eu não me comportasse. Me chamaram de Stacy Drácula. Fizeram piadinhas sobre espelhos e fotografias. Me mandaram calar a boca, ou então levaria água benta. Me deram um frasco de protetor solar fator 50 para a viagem. Rá. Rá. Rá.
Como vingança, os apelidei de Gang dos Mascotes. Feras é um exagero para cachorros grandes e atrapalhados com dentes um pouco afiados. Comprei Marley e Eu, Beethoven e 101 Dálmatas. Apontava para uma árvore e gritava “Gato!” e rachava o bico quando eles olhavam. E quando não me zuavam, eu dizia: “Bons garotos!”.
E a troca de insultos entre as criaturas estranhas de Fatalville foi por aí.
Me ajeitei melhor na poltrona e tentei descontrair. Minha garrafa térmica com “sangue hospitalar” estava a mão, mas eu não sentia sede no momento.
Na verdade, tem uma coisa me incomodando...
Não contei pra ninguém, nem para o Ross, mas meus caninos estão... Ah... incomodados com a falta de “uso”. O sangue que eu bebo é saboroso e nutritivo, mas é frio. E ás vezes dá vontade de morder...
Olhei para Ross, adormecido ao meu lado.
Ele estava com a testa encostada na almofada e o pescoço erguido, na minha direção. Como se estivesse se oferecendo.
Segurei o riso, me voltando para a janela.
Ai, ai... Ross Christie, um oferecido.
Isso sim daria para a Gang das Feras o que falar.
Foi então que eu ouvi.
Gritos histéricos.
Vinham da primeira classe.
Ross abriu os olhos, assustado. Nos entreolhamos, levantando no mesmo momento.
John também estava de pé, após se livrar dos fones. Só a lerda da Selena continuava roncando.
- Levanta, sua estúpida! – Sussurrei, dando-lhe um peteleco.
Mas antes que tentássemos invadir a primeira classe e descobrir o motivo de todo aquele alvoroço, ouvimos a voz do co-piloto nos alto falantes.
- Senhores passageiros, aguardem sentados em seus respectivos assentos. Teremos que fazer um pouso de emergência. Houve um homicídio no avião.
Cai de volta na minha poltrona, em choque.
Depois de todos os rolos sanguinário que eu já encarei, não podia me dar ao luxo de pensar que um assassinato no mesmo avião em que eu estava a bordo era mera coincidência.

CONTINUA

5 comentários:

  1. Status do Twitter:

    "AGUARDANDO ANSIOSAMENTE AO 2º EPISÒDIO DA 4º TEMPORADA DO DIÀRIO DE UMA BAD GIRL. SIMPLESMENTE D+++++++++++++"

    ResponderExcluir
  2. Que bom que estão gostando! Escrevendo o segundo capítulo nesse momento...

    ResponderExcluir
  3. amo suas séries. simplismente demais! *-*
    criei um blog, visite :)
    beijos

    http://llacodefita.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Ameiiii, começando a 4° temporada com estilo

    ResponderExcluir