sábado, 4 de maio de 2013

A RAINHA DOS GAROTOS

   A Rainha dos Garotos coleciona admiradores.
Ela é linda, tem um cabelo longo e especial, uma tatuagem de borboleta no braço e um estilo enérgico.
Feminina, sorridente, uma deusinha.
Ex-virgem.
Curte hip hop, dança bem, fala o que pensa, sempre encara as consequências dos seus atos e não tem um pingo de medo de ser diferente.
É claro que os caras piram.
É claro que as outras garotas a odeiam.
Sai praticamente com um cara diferente por dia. Eles a beijam, eles a aquecem, eles a idolatram. Ela finge se entregar, mas ela apenas se diverte.
Ela sabe amar a si própria.
Vão se danar!
Eu aproveito minha juventude.
Os comentários maldosos nem a atingem mais.
Ela não tem culpa de ser uma garota que dança hip hop, anda de skate e sabe falar como um rapaz, sendo ao mesmo tempo graciosa como uma fada.
Não tem culpa se todos se apaixonam.
Só que não há como não se importar o tempo todo.
Às vezes, trancada em seu quarto, a Rainha dos Garotos chora no travesseiro.
Porque ela é uma princesa sem reino ou castelo.
Porque ela não queria ligar pra isso, queria ser sempre descolada, desapegada, feliz e leve.
Ficar com os caras sem nunca ser tocada por dentro.
Gostaria que as outras garotas fossem um pouquinho mais gentis com ela, a criticassem um pouco menos e visem que ela não está fazendo nada de errado, nada de ruim.
Por que todos odeiam as pessoas felizes?
E esses garotos bobos, cheios de hormônios, com os cérebros nas cuecas... Quando um deles seria diferente?
Quando um, apenas um, faria seu coração bater mais depressa, entendesse o quão complexa e complicada ela era?
Meu Deus... Isso é pedir muito?
Afinal, todo mundo encontra a pessoa certa um dia... Ou não? Será que havia gente que morria sem amar?
Que desastre...
Não, espera.
Hoje em dia, amar é ruim.
As pessoas reclamam o tempo todo disso.
Do quanto são magoadas por outras...
Amar, que verbo é esse, afinal?
A Rainha dos Garotos enxugou as lágrimas.
Chega de lamentações. Amanhã é um novo dia para ser julgada por terceiros, mas continuar com a coroa na cabeça.
Um dia, ela teria que abandonar o trono, sabia disso.
Mas, por enquanto, iria estar preparada para as surpresas do destino.
Afinal, só uma Rainha para aguentar a barra.

2 comentários: